3 dicas simples que vão melhorar o seu brainstorm

O brainstorm é uma metodologia eficiente para geração de ideias. A tradução literal do termo, “chuva de ideias”, facilita o entendimento e a finalidade. É comum se ouvir falar que a técnica deve ser livre de regras ou restrições, para que se aproveite ao máximo as ideias geradas dentro desse processo.

 

Com certeza, isso é verdadeiro, contudo, existem algumas metodologias que podem ajudar a fomentar ainda mais a capacidade criativa dentro de um brainstorm.

 

Vamos contribuir com alguns exemplos que podem auxiliá-lo nesse processo

 

– PALAVRA ALEATÓRIA:

Um exemplo que pode contribuir ao processo criativo, é chamado de “palavra aleatória”.

Algumas vezes, um brainstorm pode emperrar e não evoluir, por isso, essa ferramenta pode ajudar a dar sequência. A “palavra aleatória”  é simplesmente abrir um livro e escolher uma palavra qualquer com o dedo. A partir disso, se faz um exercício de como a palavra escolhida aleatoriamente pode auxiliar na resolução da dificuldade em questão.

 

– ENGENHARIA REVERSA:

Outra maneira de fomentar a criatividade dentro do brainstorm, é fazer um exercício de engenharia reversa.

O brainstorming oposto possibilita ampliar o problema e enxergá-lo sobre uma ótica diferente. Por exemplo, se o desafio consiste em desenvolver um produto muito criativo, é possível pensar qual seria o produto mais convencional para o contexto e a partir de então, ter insights do que não fazer. Já ter conhecimento disso, é um bom começo para se chegar à algo novo e criativo.

 

– MINDMAPPING

Mais uma prática interessante, é o mindmapping, ou também conhecido como mapa mental.

É uma ideia simples, mas que tende a ser bastante eficaz se for bem explorada. Com uma folha de papel em branco, basta colocar uma imagem relacionada ao problema que está sendo discutido. Depois, é só começar a ampliar as ideias usando cores, flechas e conexões que podem estar relacionadas ao ponto central do debate. O uso de ícones, ilustrações e desenhos enriquece muito o mapa mental e elucida caminhos que não foram considerados ainda.

 

 

Existem diversas ferramentas que podem contribuir para a qualidade do brainstorm. O fato é que não há certo ou errado quando se fala em criatividade e inovação. Cada grupo, empresa ou indivíduo possui liberdade para adotar as melhores práticas e formas de fomentar as novas ideias, não há regras específicas  O importante é estar aberto à ouvir as mais variadas sugestões e adotar um postura positiva em relação ao processo e é claro, algumas técnicas podem dar um empurrão para contribuir com resultados significativos.

 

Neste texto selecionamos 8 posturas e crenças que ajudam à deixar o ambiente mais fluído e propenso a criar.

 

 

design-blog-valkiria-thomas-wilms

Post a Comment